Imigrantes Brasileiros são maioria em Portugal

Nos mais de um milhão de estrangeiros vivendo e trabalhando em Portugal, a maior comunidade é de brasileiros e a tendência é aumentar, na medida em que houver o desembaraço na fila de pedidos de nacionalidade e residência, que somam cerca de 350.000.

PORTUGAL

José Henrique Carvalho

4/28/20242 min ler

Brasileiros representam a maioria dos imigrantes em Portugal

Os brasileiros representam 35% do total de 1,04 milhão de cidadãos estrangeiros com residência em Portugal, mantendo-se como a principal comunidade imigrante. Isso significa que o Brasil subiu cerca de cinco pontos percentuais em relação a 2022 no peso que representava nos estrangeiros residentes.

Com um percentual muito inferior, está a comunidade angolana (5,3%), que ficou em segundo lugar (ocupado no ano anterior pelos britânicos), depois a cabo-verdiana (4,6%), a britânica (4,5%), a indiana (4,2%), a italiana (3,4%), a guineense (3,1%), a nepalesa (2,8%), a chinesa (2,6%) e a francesa (2,6%).

A comunidade brasileira em Portugal tem demonstrado um crescimento significativo ao longo dos anos, tornando-se uma parte integrante da tapeçaria multicultural do país. Em 2024, os brasileiros representam 35% do total de estrangeiros residindo em Portugal, um aumento de cinco pontos percentuais em relação ao ano anterior. Este número não apenas reflete a contínua atração de Portugal como destino para brasileiros, mas também destaca a importância das políticas de imigração e integração.

O aumento da população brasileira em Portugal pode ser atribuído a vários fatores. Um deles é o novo modelo de concessão de autorizações de residência para cidadãos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), implementado em março de 2023. Este modelo facilitou a obtenção de autorizações de residência, resultando em um aumento de cerca de 36% na comunidade brasileira em apenas um ano, com aproximadamente 153.000 brasileiros adquirindo uma autorização de residência desde janeiro de 2023.

Além disso, a plataforma para obtenção automática de autorização de residência em Portugal para os cidadãos da CPLP, que entrou em funcionamento em 13 de março de 2023, tem sido um fator crucial. Mais de 154.000 imigrantes lusófonos, a maioria brasileiros, solicitaram uma autorização de residência através desta plataforma, com mais de 140.000 documentos já emitidos pelo SEF.

Os brasileiros não só lideram as estatísticas de imigração em Portugal, mas também estão entre os principais grupos a adquirir a nacionalidade portuguesa. Até o final de 2024, estima-se que pelo menos 500 mil brasileiros terão se naturalizado portugueses desde 2010, com brasileiros representando 55% dos estrangeiros que obtiveram a nacionalidade portuguesa.

A presença brasileira em Portugal é mais proeminente em áreas urbanas como Lisboa, Cascais, Sintra, Porto e Braga. Esta distribuição geográfica sugere uma preferência por regiões com maiores oportunidades econômicas e sociais, o que é consistente com as tendências globais de migração.

A integração dos brasileiros em Portugal é um aspecto vital para o sucesso desta comunidade. A Agência para a Integração de Migrantes e Asilo (AIMA) tem planos para introduzir novos serviços no portal que permitirão a manifestação de interesse online e a coleta de dados biométricos presencialmente. Este esforço faz parte de uma força-tarefa anunciada para regularizar a situação de cerca de 350 mil imigrantes com processos pendentes.

A presença brasileira em Portugal é um testemunho da conexão cultural e linguística entre os dois países. A migração brasileira para Portugal não apenas enriquece a diversidade cultural do país, mas também fortalece os laços econômicos e sociais. À medida que Portugal continua a evoluir como uma nação acolhedora e inclusiva, a contribuição dos brasileiros será indubitavelmente um capítulo importante na história da migração e integração europeia.